quarta-feira, 30 de março de 2011

Rio capoeira 2011

Será realizado de 13 a 17 de Julho, no Rio de Janeiro o 1º Fórum Internacional de capoeira. Na programação, Oficinas, palestras e Rodas.
Idealizado pelo Mestre Boneco do Grupo Capoeira Brasil, o evento conta com a presença dos historiadores Carlos Eugênio Líbano Soares autor de livros como "A capoeira escrava", Fred Abreu autor de "Canjiquinha(Alegria da Capoeira) e "Bimba é bamba", Jair Moura autor de "Capoeira a luta Regional baiana" entre outros livros. Estarão presentes também, o Coordenador da pós graduação em capoeira Professor João Perelli e de Muniz Sodré, importante autor de diversos livros, inclusive "Mestre Bimba-corpo de mandinga", que deu origem ao filme "Mestre Bimba  a capoeira Iluminada".
Não bastasse a presença de pesquisadores para discutir e disseminar seus conhecimento e opiniões, estarão lá mestres como: Acordeon, Bamba, Burguês, Canelão, Capixaba, Celso, Dunga, Efrain, Genaro, Hulk, Itapoan, Jelon Vieira, Levi, Mão Branca, Martins, Minitirinha, Montana, Nacional, Nenéu, Nestor, Paulão do Ceará, Paulinho Sabiá, Peixinho, Suassuna, Tony Vargas e Touro.
 As inscrições no valor de Oitenta Reais(ou 50 dólares) vão só até 1º de Abril, depois o valor aumenta. A data limite para se inscrever é 23 de  Junho.
Quem estiver pelo Rio não pode perder e quem tiver disponibilidade pode também vir participar e aproveitar para conhecer os principais pontos turísticos da nossa cidade, pacotes de estadia e city tour também estão disponíveis.

Para maiores informações:
 http://www.riocapoeira2011.com

terça-feira, 29 de março de 2011

Nossa História - Madame Satã - "Filho de Iansã e Ogum, devoto de Josephine Baker"...


Era como se definia o mais famoso travesti dos palcos cariocas da década de 30.
Madame Satã nasceu João Francisco dos Santos em 25 de fevereiro de 1900 e ganhou o apelido que carregou durante a vida por causa de uma fantasia de carnaval. Natural de Pernambuco foi dado por sua mãe quando ainda era um menino. 
Mesmo 20 anos após a escravidão, João trabalhava como escravo na Paraíba, quando fugiu para o Rio de janeiro. 
Chegando ao Rio ainda garoto foi viver aos cuidados de uma cafetina de 180 quilos. Freqüentou os mais famosos bordéis  de sua época.
O homem negro e homossexual assumido era muito conhecido na Lapa - RJ, reduto dos malandros e boêmios dos anos 30. Tinha os cabelos longos e alisado e usava o traje típico dos malandros da época, com chapéu panamá e roupa de linho
Madame Satã era exímio capoeirista e carregava sempre uma navalha na sola do sapato.
Ficou preso durante 27 anos e 8 meses por uma lista extensa de acusações, entre elas: 13 agressões, 4 resistências à prisão, 2 furtos, 2 recepções de furto, 1 ultraje público ao pudor, 1 porte de arma, resistência à prisão
Sua vida virou livro e filme. Em 1972 foi publicado memórias de madame Satã e em 2002 estreou o filme Madame Satã, estrelado por Lázaro ramos.
Madame Satã terminou seu dias em Ilha grande, onde trabalhou como cozinheiro após cumprir pena.


segunda-feira, 28 de março de 2011

Mestre Cid - 54 anos



Hoje é aniversário do meu Mestre. Como não podia deixar de ser, presto uma pequena homenagem a esse grande Mestre.


Publiquei uma compilação das duas entrevistas que fiz com o Mestre, deixando pra vocês o que havia de melhor nas duas.

Muito obrigada Mestre, em nome de todos os seus alunos, desejo que essa data se repita pelo menos mais 54 vezes. Felicidades e que Deus continue lhe iluminando e permitindo que o senhor ajude tantas pessoas.


Mestre Cid


Milciades Ferreira da Costa Dourado nasceu em 28 de Março de 1957 em São Caetano - PE e com 2 anos mudou-se para o Rio de Janeiro.

Começou a praticar capoeira em Laranjeiras, no Rio de Janeiro, em 1972. Seu pai estava em uma churrascaria e teve um Show de capoeira, ele gostou tanto que contratou o grupo(Furacões da Bahia) para fazer uma apresentação na sua casa.

Depois disso, costumava ir a estação do Bondinho no Cosme Velho, para assistir as aulas pela janela de uma academia e depois treinava os movimentos na rua. Após um tempo, ingressou na academia Nissei, onde treinou com grandes mestres do Rio de janeiro

Aos 20 anos sofreu um acidente de moto, que quase o obrigou a parar com a capoeira. Dois anos depois, com muita força de vontade, voltou a treinar.


Em 1979 foi formado professor pelo Grupo Senzala.


Em 1982 foi Morar em Niterói, onde nunca mais parou o esporte.


Em 1995 recebeu sua graduação de Mestre.


Em 2007 assumiu a presidência do grupo Terranossa.


Hoje conta com uma grande equipe: Iniciantes, graduados e alunos formados. Também tem uma grande paixão pelo trabalho infantil, ministrando aulas em várias escolas, projetos e academias.

Ao longo de sua carreira, realizou vários eventos em Niterói, lecionou em vários estados brasileiros e em alguns países como Portugal, França, Espanha e África do Sul.






sábado, 26 de março de 2011

Encontro feminino em Araruama - Gicap

O evento reuniu mulheres de vários grupos, que jogaram capoeira sem se preocupar com as bandeiras em suas camisas. Os homens apenas ocuparam a bateria, que ao que parece é um espaço ainda a ser conquistado por nós mulheres, ou não.
 O comando e organização do evento ficou por conta do Mestre Cavalo e da graduada Pimenta, respectivamente.
A grande estrela foi sem dúvida a Mestra Mara (Grupo Herança cultural-SP) , um grande exemplo para todas as mulheres que amam a capoeira e querem tê-la como profissão e estilo de vida. No comando do aulão ela era a única Mestra presente no evento. Artigo de luxo, até porque, quantas Mestras de capoeira vocês conhecem?
Ao final do encontro, que teve aproximadamente 3 horas de duração, Mestra Mara falou sobre a sua caminhada " Eu nunca quis ser mais uma na roda de capoeira, quero ser lembrada como tantos mestres, depos de 100 anos, com meu nome gravado na história. Não quero ocupar o espaço dele(referindo se ao homem) e sim estar ao lado dele."
Sem dúvida um evento onde se pôde aprender muito, quem estava lá pode concordar.


Nossa História - Mandingueiro era Manduca da Praia




Nascido no Rio de Janeiro, Manduca da praia é um dos personagens mais cantados nas rodas e mesmo assim existe pouca informação a seu respeito. Não se sabe ao certo quando nasceu, mas que viveu aproximadamente em 1850, época em que as ruas eram das Maltas(As maltas cariocas eram formadas não só por negros e a "ralé" das ruas, mas também militares de todas as patentes,marujos estrangeiros que tinham abandonado seus navios). Manduca por sua vez não se misturava as maltas, pois dizia que atrapalharia seus negócios na banca de peixe da qual era dono.
Manduca era capoeira destemido e temido por seus contemporâneos com 27 processos por lesão corporal. Fazia segurança de pessoas influentes, políticos em sua maioria, que conseguiram a absolvição para  Manduca de todas as acusações.
Hábil com a navalha, com o punhal e também o Petropolis(uma comprida bengala feita de madeira de lei).
Com pinta de malandro, bem vestido e vaidoso, Manduca da praia era branco de cabelos e barba ruivos. Não se sabe como morreu e nem seu verdadeiro nome, mas o que sabemos é que Manduca da praia foi um dos maiores capoeiristas de sua época. Certa vez, foi desafiado por um deputado Português de nome Santana, para uma espécie de luta livre, Manduca da Praia impressionou seu oponente com sua destreza e habilidade, dizem que os dois tornaram-se grandes amigos após a luta.

Fonte:

("Manduca da praia, violência, poder, dinheiro e valentia". Revista Capoeira nº3. São Paulo, set/out 1993).

sexta-feira, 25 de março de 2011

Nossa História - Besouro Mangangá



Besouro Mangangá nasceu Manuel Henrique Pereira, no ano de 1895 em Santo Amaro da Purificação-BA.
Desde que nasceu teve ao seu lado os Orixás Ogum e Oxossi: “O primeiro é o senhor das lutas, da coragem da força e da valentia. O segundo é o senhor da amizade, do companheirismo, da organização, da atenção, da alegria e da fartura.”
Manuel saiu cedo de casa, aos 13 anos já começava a escrever seu nome na história. Trabalhou como vaqueiro e amansador de burro brabo. Na vida adulta foi Saveirista e soldado do exército brasileiro.
Foi com Tio Alípio, Africano e ex-escravo, que Manuel aprendeu a arte da capoeira e a magia das orações.
Mas foi como Besouro Mangangá ou Besouro cordão de ouro, que Manuel ganhou o mundo. O apelido fazia referência a suas fugas impressionantes dos confrontos com a polícia. Quando a luta não era justa, Besouro voava pra longe e deixava a polícia sem saber o que houve.
Para uns  fora da lei, violento e arruaceiro, para outros, um justiceiro. Besouro viveu em uma época em que era necessário lutar para não ser submetido a vontade dos poderosos e Besouro lutou, não só com sua força física, mas também com sua rapidez de raciocínio, sua destreza e agilidade. Uma época em que não havia separação entre capoeira angola e regional, e a capoeira era praticada nas ruas.
Ainda jovem, aos 27 anos, Besouro foi assassinado com um golpe de faca de Ticum, única maneira de matar quem tinha corpo fechado como ele. Ele teria sido enviado para uma fazenda em Maracangalha com uma carta, onde era recomendada a sua morte, Besouro era analfabeto e por isso não teria como saber o conteúdo dela . No dia seguinte Besouro foi cercado por 40 homens armados, mas as balas não foram capazes de atingí-lo, foi então que Eusébio de Quibaca, muito provavelmente conhecedor das histórias de Besouro, o atingiu com uma faca de ticum, preparada com a madeira de uma palmeira a 'Ticunzeira". Outras versões de sua morte, dão conta de que Besouro teria morrido num confronto com a polícia.  Besouro teve seu nome marcado na história e difundido junto com a capoeira pelo mundo. Com direito a inúmeras músicas que contam sua história e até um filme "Besouro", lançado no ano de 2009.


Fonte:
PIRES, Antônio Liberac Cardoso Simões, A Capoeira na Baia de Todos os Santos.
Correio da Bahia, 06 de Junho de 2004

segunda-feira, 21 de março de 2011

Em breve!

Olá capoeiristas,
Aguardo a contribuição de vocês para movimentar nosso espaço. Envie fotos, convite do seu evento e sugestões de coisas que você gostaria de ler e ver por aqui. Aguardo vocês!

Hoje ficaremos com um jogo de angola muito bom de assistir, entre Mestre Raimundo Dias e Jabazinho. Axé capoeira!

sexta-feira, 18 de março de 2011

Maceió recebe o 1º Circuito de Capoeira Terranossa

Nos próximos dias 19 e 20 de março acontece nos estados de Alagoas e Sergipe o 1º Circuito de Capoeira Terranossa. Em Maceió, o aulão gratuito acontece dia 20 de março, domingo, na praia de Ponta Verde, às 16h, em frente a cafeteria Nakaffa e será comandado pelo mestre Cid e mestrandos Juba e Caçapa, todos do Rio Janeiro.
A realização é do contramestre Galopante (SE) e da estagiária Nana (AL), com a supervisão do mestrando Juba e a coordenação geral do mestre Cid. O evento é o primeiro do grupo no Nordeste e tem o objetivo de difundir, desmistificar e apresentar esse esporte tão antigo e praticado que é a capoeira. “É importante mostrar que a capoeira é uma brincadeira de criança, jogos de amigos, além de ser um forte instrumento educacional”, disse o mestrando Juba.
A atividade tem o apoio do Centro Universitário CESMAC, das academias G1 e K2 Fitness, dos restaurantes Takê e Nakaffa e da loja Dell Anno. Mais informações pelos telefones (82) 9149-9808 e 9924-4043 e (79)9949-3613.
Barbara Esteves
Jornalista | Mte 1081
barbaraestevess@gmail.com
(82) 99120046
(82) 91260434

domingo, 13 de março de 2011

5º Saquá Beach de capoeira Terranossa

       Aconteceu nos dias 24, 25, 26 e 27 de Fevereiro, O 5º Saquá Beach de capoeira Terranossa, na cidade de Saquarema-RJ. O evento contou com inúmeras rodas, batizado e troca de cordas, além de caminhada ecológica, Luau e aulões. 
      Estavam presentes grupos de todas as partes do Brasil e da Europa. Os participantes ficaram acomodados em uma pousada fechada para a ocasião, onde a capoeira rolou solta em todos os momentos possíveis. 
     A organização foi do Mestrando Juba e de seus alunos, com a supervisão do Mestre Cid. Contrariando a máxima típica do Mestrando Juba "O capoeira na hora é que vê o que faz", o evento primou pela organização e cuidado com todos os convidados. 
   O vídeo a seguir é a primeira parte da formatura do Mestrando Juba. Apreciem sem moderação, porque capoeira boa nunca é demais!

Formatura do Mestrando Juba 
Primeira parte, jogos com:
Mestre Cid/RJ - Terranossa
Prof. Ponteira/ SP
Mestrando Caçapa/RJ - Terranossa
Mestre Kibe/BA
Mestre Lelo/ RJ - Beira mar
Mestre Mancha/RJ - Iê Capoeira


Eu estava lá e posso afirmar que foi realmente muito emocionante. Corda muito suada e merecida!

sexta-feira, 11 de março de 2011

Evento do grupo Terranossa em Alagoas e Sergipe

A primeira a gente nunca esquece!

Essa é a primeira postagem do Blog.
Estou entusiasmada. Já recebi material para divulgação, já recebi diversas formas de apoio, e isso me deixa muito feliz.
Aos poucos o Blog vai tomando forma. Se você chegou aqui por acaso, se foi por indicação de um amigo, ou porque eu te implorei pra dar uma olhada, saiba que a sua visita é muito importante e a sua participação primordial. A capoeira tem agora um espaço só dela, que é ao mesmo tempo informativo e discursivo. Participe!

Você pode gostar